Em média, um executivo normal perde cerca de seis semanas por ano buscando informações (fonte: Forbes ASAP). 

Considerando-se os altos salários envolvidos neste tipo de atividade, fica claro que o custo disto para as organizações e escritórios é considerável.

A proposta do nDex é ser um buscador do seu conteúdo privado.

Assim como o Google ou o Bing facilitam encontrar assuntos na Internet, o nDex se propõe a indexar suas informações privadas e organizar sua guarda, mantendo-as seguras e disponíveis a qualquer momento.

Sem o tempo necessário para filtrar a massiva quantidade de conhecimento que nos chega todos os dias, e com medo de perder aquela informação específica que nos será necessária amanhã, o jeito é guardar praticamente tudo como uma espécie de “apólice de seguro” contra esquecimentos.

Embora existam sistemas de gerenciamento eletrônico de documentos aos montes, eles são normalmente mais complexos de usar, possuem restrições quanto ao tipo de documentos que suportam, requerem que o usuário tenha algum conhecimento referente à organização e estruturação de um ambiente relacional e tenha também o tempo e conhecimento necessário para preencher os diferentes campos de metadados associados para correta classificação e pesquisas posteriores.

O nDex se propõe a solucionar o problema de maneira elegante, simples e barata, funcionando como uma grande “gaveta” onde os dados são guardados e arrumados “automagicamente”, sem reinventar a roda e utilizando um método de pesquisa que ficou consagrado na Internet como um todo: a linha de consulta de um buscador web.

No nDex, todas as informações enviadas ao sistema são inicialmente identificadas e transformadas em texto.

Ao serem enviadas, as informações podem ser acompanhadas de metadados indicando qual a categoria e quais as etiquetas (tags) que devem ser anexadas aos documentos.

Arquivos do tipo texto (“Office”, PDF, etc) são convertidos para suas contrapartes em HTML e uma imagem de pré-visualização é guardada junto com o índice, permitindo consultas rápidas.

Imagens e fotos, quando enviadas para categorias que realizem OCR, são convertidas em texto e indexadas. Se as imagens ou fotos forem enviadas para categorias que não estejam programadas para realizar OCR, são simplesmente armazenadas com as entradas de tag associadas. Com o OCR, é possível achar imagens através da busca de termos que aparecem escritos nas mesmas!

Links de Internet são acessados e seu código HTML capturado. Uma imagem gráfica da página também é capturada para permitir a representação de como a página estava apresentada naquele instante, mesmo que o código HTML esteja incompleto ou protegido.

E-mails e seus anexos são desmembrados e tratados como arquivos, posteriormente guardados mantendo uma relação entre si. Isto permite que um determinado assunto existente em um anexo possa ser pesquisado diretamente, sem a necessidade de localizar-se primeiro o e-mail no qual o anexo foi enviado.

O nDex é diferente das demais soluções de mercado por trabalhar com o conceito de universalidade, utilizando uma interface única e simples para buscar qualquer assunto em diferentes tipos de arquivos, livrando o usuário de saber onde cada arquivo se encontra ou como foi classificado/guardado.

A pesquisa no nDex segue o mesmo padrão que os buscadores de Internet. Em um campo simples de pesquisa, o usuário digita os termos relacionados ao assunto que pretende buscar e pronto. Todos os documentos, sejam eles fotos, arquivos, e-mails ou links que contenham tais termos serão trazidos em uma lista de resposta, permitindo ao usuário pre-visualizar o seu conteúdo rapidamente, compartilhá-lo ou baixá-lo para sua máquina.

 

Volta ao Topo